Empresa reforça desejo de patrocínio, mas acerto esbarra em efeitos do coronavírus dentro e fora do Flamengo

Por Cahê Mota — Rio de Janeiro

 


Paciente e confiante, o Flamengo aguarda o desenrolar da quarentena contra o coronavírus para concluir a negociação por um novo patrocinador master.

Com negociações avançadas, a americana Amazon já sinalizou com a manutenção do interesse na parceria, mas adota precaução de olho nos rumos da economia mundial para finalizar as tratativas. Precaução que vai ao encontro da necessidade do Rubro-Negro, que vê as questões burocráticas travadas pela impossibilidade de levar a pauta para votação no Conselho Deliberativo.

Negociação de novo patrocínio máster do Flamengo é afetada pelo coronavírus — Foto: Divulgação/FlamengoNegociação de novo patrocínio máster do Flamengo é afetada pelo coronavírus — Foto: Divulgação/Flamengo

Negociação de novo patrocínio máster do Flamengo é afetada pelo coronavírus — Foto: Divulgação/Flamengo

O estatuto do clube não prevê alternativa para realização de reuniões não presenciais e não há possibilidade de aprovação de um novo patrocinador sem passar por esses trâmites. Parte dos conselheiros entendem que em caso de extrema necessidade uma alternativa seria debatida, mas não enxergam este cenário no momento.

A realização de uma votação por videoconferência é tratada como inviável no momento, visto que muitos conselheiros são de terceira idade e não são tão familiarizados a novas ferramentas tecnológicas. Com o contrato com a BS2 em vigor até o fim de 2020, há um consenso de que o Flamengo tem condição de aguardar o fim da crise para concluir a negociação.GLOBO ESPORTE

Categoria:PARAÍBA